×
Utilize aspas para busca exata.

Política de Cookies

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet. Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet.

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet.

fechar

Política de Privacidade

fechar

Política de Uso de Dados

fechar

Notícias

Abrir Filtros

Blumenau será sede do maior acervo de itens da Apple no Brasil

Blumenau será sede do maior acervo de itens da Apple no Brasil

A Apple é considerada a primeira no ranking de marcas mais valiosas do mundo. Fundada por Steve Jobs, um dos empreendedores mais criativos do mercado de equipamentos eletrônicos e de software, em parceria com Steve Wozniak, a Apple se tornou um exemplo de empresa que não tem clientes, mas fãs dispostos a esperar horas em filas para comprar um lançamento da marca.

Com atualizações anuais, a marca divulga novos modelos com frequência e muitos se perguntam: o que é feito com os eletrônicos que não atualizam mais?

Apresentado na última segunda-feira (27) para a diretoria da Associação Empresarial de Blumenau (Acib), Blumenau será sede do maior acervo de itens da Apple do Brasil, o iMuseum. O museu será aberto para visitação em 2022.

De acordo com o presidente da Acib, Renato Medeiros, o projeto é uma excelente ideia para a região, que reforça ainda mais o turismo da cidade. “Blumenau é uma cidade referência em tecnologia e com esse novo espaço o setor de turismo da cidade se renova, trazendo um público diferente para a região". 

“O iMuseum foi fundado oficialmente em abril de 2021, porém começamos em  janeiro de 2005. Contamos com um acervo com mais de 1.500 itens e cerca de 90% do museu são itens da Apple”, informou o presidente iMuseum, Henrique Bilbao.

Conheça a história do iMuseum

O iMuseum surgiu em 2005 com a paixão de unir artefatos da maior empresa de artigos eletrônicos do mundo, a Apple, quando o CEO da Ezok, Henrique Bilbao, começou a colecionar itens para sua coleção pessoal.

Anos depois, após perceber que não era o único a demonstrar essa paixão, resolveu expor os itens pelos corredores de sua empresa, que chegou a cativar outras pessoas. O empresário viu nisso uma oportunidade de não só criar um museu, mas uma comunidade.

Em 2012 o iMuseum ganhou um lugar físico em Blumenau (SC), com o acervo composto com doações da comunidade, adquiridas de maneira independente. Atualmente, o museu conta com mais de 1.500 itens e se mantém funcionando com base em doações da comunidade e com uma organização de voluntários e amigos.

“Vivemos hoje uma grande transformação. Por isso, o projeto iMuseum foi lançado para ajudar a cultura da tecnologia não ser perdida, conectando assim novas gerações à evolução feita por Steve Jobs e Steve Wozniak”, informou Henrique Bilbao.

Conheça o iMuseum aqui

Compartilhe: