×
Utilize aspas para busca exata.

Política de Cookies

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet. Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet.

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet.

fechar

Política de Privacidade

fechar

Política de Uso de Dados

fechar

Notícias

Abrir Filtros

Como organizar a rotina de home office

Como organizar a rotina de home office

 

A recomendação para evitar aglomerações e diminuir as chances de contágio pelo Coronavírus - Covid 19 mudou drasticamente as relações de trabalho nos últimos dias. A necessidade de isolamento social levou muitas empresas a aderirem ao sistema de home office e estabelecer que a equipe trabalhe em casa pelo menos pelos próximos dias. "Fomos pegos de surpresa, muitas empresas ainda sem essa cultura estão sendo obrigadas a trabalhar neste modelo”, observa a diretora de Comunicação e Relacionamento com Associado da Acib (Associação Empresarial de Blumenau), Flávia Kurth, que também é sócia da Véli RH.

 

Segundo a especialista, o primeiro ponto a ser observado neste caso é a infraestrutura da empresa. "É responsabilidade da organização providenciar acesso remoto, talvez tenha que empresar equipamentos, como notebooks. A rotina de trabalho home office também precisa ser organizada pela empresa. É claro que, neste momento, existe a necessidade de flexibilidade do colaborador para se disponibilizar a participar dessas novas práticas”, afirma. 

 

Flávia aponta que, na nossa região, a cultura de home office ainda é embrionária, razão pela qual muitos empresários ainda têm dificuldades em aderir a ela. "Não é uma prática disseminada, não é um modelo com o qual os empresários se sentem confortáveis e confiantes. São poucas empresas que têm hoje instalada essa flexibilização”, aponta.

 

Ou seja, muitas pessoas estão sendo obrigadas pelas circunstâncias a entrar em um modelo que elas não conhecem. Nesse sentido, acrescenta Flávia Kurth, é também papel da empresa ajudar as pessoas a se organizarem. "Não podemos partir do princípio de que elas vão, sozinhas, conseguir dar conta de tudo o que está acontecendo na conjuntura social, familiar e mais o trabalho”, observa.

 

Dicas para organizar a rotina de home office

 

Para ajudar nessa adaptação à nova realidade, Flávia dá algumas dicas:

 

  • De acordo com o perfil do seu público interno, faça uma reunião virtual com dicas e  orientações. 
  • Combine horários de reuniões que sejam bons para todos.
  • Tenha um plano de trabalho para cada pessoa da equipe. É preciso traçar objetivos, ações que precisam ser entregues e reportadas. Trabalhando em casa, é fácil cair na armadilha de não ser produtivo. 
  • Mantenha a equipe motivada. O propósito das atividades precisa estar bem definido.
  • Deixe claro para as pessoas da equipe o que é esperado delas, o que elas devem entregar. Estabeleça um sistema de Report, determine com que frequência e de que maneira deve ser feito. 
  • É necessário presumir que muito provavelmente as pessoas não estarão fazendo todas as atividades que fariam se estivessem nos seus locais de trabalho. Seja por falta de demanda, porque o telefone não vai tocar ou porque não vão ter acesso a tudo o que precisavam para fazer. A equipe terá mais tempo. Portanto, estimule as pessoas a fazerem atividades para as quais elas reclamam que não têm tempo no dia a dia, como limpar a caixa de emails, ler um artigo interessante, se capacitar, assistir a um webinar. Estimule-as a aproveitar o tempo agora para fazer aquilo que elas normalmente não fazem.
  • Trabalhe a questão do pertencimento. Faça reuniões virtuais, lembrando que estão todos na mesma situação, mas que existe um pilar de sustentação, que é a empresa. Reforce que há um time atuando em conjunto, trabalhe com a questão do clima organizacional mesmo que virtualmente.

Flávia ressalta que o momento é tenso e a incerteza causa um clima negativo na vida pessoal e profissional. Porém, ela acredita que tudo pode ser visto como uma oportunidade. “Precisamos encarar esse momento - tanto o empresário como o colaborador - com precaução, controle e cuidado, mas também sob uma perspectiva positiva, porque é uma grande oportunidade que estamos vivendo globalmente de experimentar novas formas de trabalho, de todas as pessoas se digitalizarem. Agora é hora de todo mundo trabalhar do mesmo jeito. Trata-se de uma oportunidade de equalizarmos essas diferenças que tínhamos em relação a paradigmas corporativos e virar uma chave, experimentando fundamentalmente as relações de confiança”, destaca.

 

 Baixe a cartilha completa aqui

Compartilhe: