ACIB discute situação das barragens do Alto Vale

ACIB discute situação das barragens do Alto Vale
10/07/2023

ACIB discute situação das barragens do Alto Vale

A diretoria da ACIB recebeu nesta segunda-feira (10/7) o deputado estadual Gerri Consoli (PSD) para dar um posicionamento sobre a situação das barragens do Alto Vale. O parlamentar foi proponente de uma audiência pública sobre o tema, realizada no fim de junho em Rio do Sul, e que reuniu cerca de 800 pessoas, entre prefeitos da região, representantes do Governo do Estado e parlamentares.

De acordo com Consoli, a situação das estruturas hoje é a seguinte: Ituporanga está com problema de manutenção nas comportas, José Boiteux está inoperante por problemas na parte hidráulica e Taió está operando. A boa notícia é que os recursos para a construção de três microbarragens em municípios do Alto Vale foram incluídos no PAC 3. Além disso, no último dia 6, foi aberta a licitação para a manutenção da barragem de Taió.

“Proponho nova reunião com os prefeitos do Vale e Alto Vale e envolvimento das associações dos municípios. É necessário um representante técnico de cada região para monitorar as barragens. Se não tiver controle da sociedade civil, as obras podem não sair”, alerta. De acordo com ele, o valor para manutenção dos equipamentos não chega a R$ 1 milhão por ano.

A presidente Christiane Buerger questionou Consoli sobre a situação de José Boiteux, onde há impasse com os indígenas. O parlamentar explicou que eles aguardam desde 2015 o cumprimento de um acordo que previa a construção de casas, igreja e outros equipamentos públicos. O valor seria na ordem de R$ 1,6 milhão. “Há um acordo assinado que não foi cumprido”, argumenta. Essa é a única estrutura que ainda pertence ao Governo Federal, porém, o governo estadual estaria disposto a fazer o acerto com os indígenas. As barragens de Taió e Ituporanga já são de administração estadual.

“Já estamos em conversa com os deputados da região para continuarmos acompanhando o assunto, esta é uma das nossas bandeiras e sabemos da importância para Blumenau e região”, completa Christiane.

Pular para o conteúdo