ACIB discute situação do Aeroporto Regional de Blumenau

ACIB discute situação do Aeroporto Regional de Blumenau
03/10/2023

ACIB discute situação do Aeroporto Regional de Blumenau

Às vésperas da retomada de voos comerciais no Aeroporto Regional de Blumenau (Quero-Quero), a Associação Empresarial de Blumenau (ACIB) promoveu uma reunião nesta segunda-feira (2) com o ex-prefeito Felix Theiss, o secretário de Obras de Blumenau, Dirk Reiter, e membros do comitê e conselho que acompanham a situação do aeroporto.

O primeiro voo da temporada operado pela Azul Linhas Aéreas chegará nesta quinta-feira em Blumenau. Segundo a companhia, tanto a operação do dia 5 quanto a do dia 7, vindas dos aeroportos de Curitiba (PR) e São Paulo, estão com 100% de ocupação. Os números são animadores e a cidade deve receber 48 voos durante o mês de outubro.

O ex-prefeito Felix Theiss participa de um dos conselhos em prol do Quero-Quero e é um defensor da expansão do terminal. “Estamos tratando de um patrimônio de Blumenau, há muita gente que quer que ele permaneça como está, mas nós vamos ampliar o aeroporto”, garante. De acordo com ele, o prefeito Mario Hildebrandt informou que no ano que vem será aberta licitação para que a iniciativa privada assuma o terminal e já existiriam quatro empresas interessadas em participar do edital. “Até 2024, o prefeito tem compromisso com o comitê”, afirma.

Theiss explica que o primeiro plano diretor aeroportuário feito para o terminal tem 27 anos e o segundo foi concluído em 2021. “A pista foi alargada de 18 para 30 metros. Asfaltamos uma área de 21 mil metros para fazer novos hangares, infelizmente eles não estão sendo utilizados”, lamenta. Atualmente a pista tem pouco mais de 1.400 metros, dos quais 1.080 são homologados e seriam suficientes pare receber aeronaves do modelo ATR 42600S, por exemplo.

De acordo com o secretário, Dirk Reiter, as obras de cercamento e balizamento noturno do terminal estão em andamento. “Estamos com execução de 23% do balizamento. No momento estamos em conversa com o Governo do Estado para conseguirmos mais verba”, explica. Ainda há previsão de revitalização da pista e desvios na rua Franz Volles, que impactarão em melhorias para o aeroporto.

O Quero-Quero foi inaugurado em 1970 e já chegou a receber voos comerciais, porém com a falta de manutenção e investimentos, as operações ficaram inviáveis. Em 2017, após quase fechar as portas, foi fundado o Comitê em Prol do Aeroporto (Copraer), que congrega 25 entidades, sendo a ACIB uma delas. Hoje, o terminal opera com aviação executiva e também com aeronaves para fazer o transporte de órgãos para transplante.

Para a presidente da ACIB, Christiane Buerger, é imprescindível a união das entidades para pressionar e cobrar do poder público. “Em 2010, já discutíamos esses mesmos pontos e se não nos organizarmos para fazer pressão, estaremos falando novamente disso nos próximos anos”, alerta. A expectativa é de que num futuro próximo Blumenau possa comemorar uma inauguração do seu novo aeroporto.

Pular para o conteúdo