ACIB envia ofício ao Governo do Estado solicitando informações sobre as três barragens do Vale do Itajaí

ACIB envia ofício ao Governo do Estado solicitando informações sobre as três barragens do Vale do Itajaí
01/06/2022

ACIB envia ofício ao Governo do Estado solicitando informações sobre as três barragens do Vale do Itajaí

A Associação Empresarial de Blumenau (ACIB) enviou nesta semana ofício para o governador, Carlos Moisés, e o secretário da Defesa Civil do Estado de SC, David Busarello, cobrando posicionamento sobre a situação da manutenção das barragens do Vale do Itajaí.

A entidade está preocupada com a situação das estruturas localizadas nas cidades de José Boiteux, Ituporanga e Taió, que apresentam em comum problemas de manutenção. O caso da Barragem Norte, localizada em José Boiteux, é o mais problemático, pois além da estrutura necessitar de obras, há impasse com a comunidade indígena e com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan), devido a um sítio arqueológico encontrado no local.

O tema é discutido com frequência nas reuniões de diretoria da entidade, porém após as chuvas que caíram no início de maio e que elevaram o nível do Rio Itajaí-Açu a 9,38 metros deixando Blumenau em situação de enchente, fato que não se via há sete anos, sentiu-se a necessidade de cobrar novamente dos responsáveis.

“Blumenau sofre diretamente os impactos das chuvas no Alto Vale, pois recebe o contingente das águas vindas daquela região e que contribuem para o aumento do nível do rio. O que faz com que as barragens precisem estar em pleno funcionamento”, lembra o presidente Renato Medeiros. “O que vemos hoje é que a cada previsão meteorológica a comunidade fica apreensiva, além de não termos clareza de como está o andamento das obras e de quem são as responsabilidades”, completa.

O documento cobra, dentre outros assuntos: posicionamento sobre as conversas com a comunidade indígena a respeito do processo licitatório necessário para manutenção da estrutura, em relação à Barragem Norte (José Boiteux); informações sobre o andamento das obras de dragagem, limpeza e troca de grades da estrutura Sul (Ituporanga), além de pedido de informação sobre o vazamento de óleo constatado em uma das comportas da Barragem Oeste (Taió).

“Não podemos ficar à mercê a cada chuva. As barragens em funcionamento pleno são essenciais para a manutenção da vida de cerca de 1,5 milhão de habitantes do Vale do Itajaí que podem ser diretamente impactados no caso das cheias”, lembra o presidente.

A Defesa Civil informou ter recebido o ofício, porém os órgãosainda não se manifestaram sobre o tema.

Pular para o conteúdo