Acib recebe Secretário da Defesa Civil de Santa Catarina

Acib recebe Secretário da Defesa Civil de Santa Catarina
03/02/2021

Acib recebe Secretário da Defesa Civil de Santa Catarina

A Acib recebeu nesta quarta-feira (03), o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC), Aldo Baptista Neto, para uma reunião que abordou temas relacionados a situação dos radares, barragens e investimentos da Defesa Civil para os próximos dois anos no Estado. Estiveram presentes no encontro o presidente Avelino Lombardi, a diretora de Núcleos Empresariais, Denise Ribeiro Ern, e o gerente executivo da entidade, Carlos Costa.

Além de intensificar o monitoramento nas cidades e trabalhar a comunicação com as 20 regionais, durante a reunião, o chefe da DCSC comentou sobre o funcionamento do Radar Meteorológico do Vale, localizado em Lontras, que recentemente passou por uma manutenção e também em relação a barragem da cidade de José Boiteux. “O Radar Meteorológico de Lontras precisou da troca de um rolamento, e durante a manutenção, teve que parar de operar. Sendo assim, contamos com um plano de segurança, que utilizou outros radares para continuar com o monitoramento e controle meteorológico. Agora, o Radar de Lontras está funcionando normalmente. Quanto à barragem de José Boiteux, ela está segura e em condições de uso”, afirmou.

Para o presidente da Acib, Avelino Lombardi, a Defesa Civil de Santa Catarina desempenha um papel fundamental em todo o Estado. “Na minha opinião, ela é o único órgão confiável no que se refere à natureza. Eu confio totalmente no trabalho que a Defesa Civil desempenha em nossa Santa Catarina, e tenho certeza de que sempre que nós precisarmos contar com o serviço e conhecimento, a Defesa Civil estará pronta para ajudar toda a sociedade catarinense”, completou Lombardi.

Para finalizar a reunião, Neto apresentou os números relacionados à supervisão da obra do canal de José Boiteux, sendo que o projeto da reforma ficou em torno de R$ 256,2 mil. Já para a execução do projeto de restauração, o valor é de cerca de R$ 5 milhões.

Pular para o conteúdo