Catarinenses firmam carta de intenções para fomentar intercâmbios com Universidade Sueca

Catarinenses firmam carta de intenções para fomentar intercâmbios com Universidade Sueca
22/05/2017

Catarinenses firmam carta de intenções para fomentar intercâmbios com Universidade Sueca

A missão técnica catarinense formada por 28 profissionais de diversas áreas cumpriu agenda no dia 16 de maio na cidade de Jönköping, na Suécia. O acordo de intenções com a Universidade de Jönköping foi assinado entre o Conselho Regional de Administração de Santa Catarina, coordenador da missão, CREA-SC e Fecomércio.

A Universidade de Jönköping está situada na região dos lagos e tem pouco mais de 130 mil habitantes com perfil predominantemente universitário. A instituição é uma organização social, tem um perfil diferenciado focado na internacionalização, no empreendedorismo e inovação em negócios. Entre os cursos oferecidos, destaque para: Medicina, Educação, Comunicação, Engenharia e Escola de Negócios.

O presidente da universidade, Mats Jagstam, que é oriundo da Volvo, fez uma apresentação detalhada dos diferenciais da instituição aos catarinenses. Jagstam destacou que a Universidade de Jönköping tem como foco a integração com a indústria, sendo um dos principais diferenciais na rotina dos mais de 11 mil estudantes matriculados. A instituição tem o maior número de estrangeiros matriculados no país – 20% dos estudantes são de outras nacionalidades, sendo 12 brasileiros estudando neste semestre. O paulista Daniel Freytag, que cursa engenharia de produção há três anos, participou da palestra juntamente com a comitiva catarinense e falou sobre os diferenciais da instituição: “As companhias são atraídas para dentro da universidade, o que é um grande diferencial competitivo”.

“Formamos aqui pessoas especializadas que serão agentes transformadores para o conhecimento, causando grande impacto nas sociedades”, exaltou Jagstam. A instituição, que atua fortemente na inovação, desenvolveu o Science Park onde entre 50 a 60 startups são criadas por ano. Cerca de 50% são do setor de engenharia. Essa área é a grande vitrine da instituição, que contribui para a ampliação do potencial de integração entre os acadêmicos e as grandes empresas, como a Electrolux. Desta forma, a universidade está auxiliando as empresas suecas com a presença de jovens em posições estratégicas.

A diretora do departamento de engenharia, Ingrid Wadskog, fez uma apresentação do segmento que oferece quatro cursos: engenharia civil, computação, indústria e mecânica. A universidade também oferece cursos de doutorado e mestrado em inglês. Ingrid apresentou alguns cases, como o projeto do carro solar que é desenvolvido pela equipe de universitários com extremo sucesso, inclusive de participações em competições mundiais. “Esse desempenho demostra como nossos acadêmicos utilizam o conhecimento para desenvolver projetos em benefício da sociedade”, destaca.

O diretor de Assuntos Internacionais da Jönköping University, o professor Roy Anderson, falou sobre a atuação da instituição em outros países como Brasil e Ásia, onde o intercâmbio é uma realidade dinâmica com a ida e vinda de estudantes para participar de estágios internacionais pelo período de seis meses. A Universidade de Jönköping mantém esse intercâmbio em cidades brasileiras como Florianópolis na UDESC, em Joinville com a Fundação Tupy e com outras duas universidades de São Paulo. “É uma oportunidade única para conectar os estudantes com as companhias suecas”, destaca Roy.

Ao final da explanação foi assinada uma carta de intenções entre a Universidade de Jönköping e os presidentes dos Conselhos Regionais de Administração de Santa Catarina, Adm. Evandro Fortunato Linhares, pelo presidente do CREA-SC, Eng. Carlos Alberto Kita Xavier, e pelo presidente da Fecomércio, Bruno Breithaupt. “O objetivo é facilitar o intercâmbio dos alunos de graduação, mestrado e doutorado para possibilitar o acesso à Universidade de Jönköping – uma das instituições mais conceituadas da Suécia”, destacou o presidente do CRA-SC, Evandro Linhares, acrescentando: “vamos gerar, dessa forma, uma parceria que estimula o avanço do conhecimento. Com isso, teremos empresas com maior competitividade, com benefício direto para a sociedade”, ressaltou.

Para o idealizador da Missão Suécia, administrador Eduardo Bridi, esse acordo trará novas oportunidades para Santa Catarina. “Na Suécia, a universidade se relaciona estreitamente com as empresas, onde ambas têm inovações para servir à sociedade. Assim, quando falamos em aproximar a comunidade acadêmica na Suécia, falamos também na participação ativa e saudável das empresas, ou seja, é algo muito produtivo, vai além de apenas estudar, existe um benefício muito maior”.

Os membros da comitiva catarinense formada por 28 profissionais de várias áreas como administradores, engenheiros, profissionais do setor publico e privado participaram também de um curso sobre Resiliência e Gerenciamento da Qualidade para Empresas Competitivas. A Suécia está entre os cinco países mais tecnológicos do mundo, o que o diferencia dos demais países é que o sistema tem forte parceria no tripé: universidades, empresas e governo.

A Missão Suécia é um desdobramento do Conexão Suécia, realizado em novembro de 2016, em Florianópolis, e tem a coordenação geral do Conselho Regional de Santa Catarina, é realizada pelo Instituto de Capacitação, Pesquisa e Desenvolvimento Institucional em Gestão Social e de Tecnologia da Informação (Idesti), com apoio do Conselho Federal de Administração (CFA) e Conselho Regional de Administração de Santa Catarina (CRA-SC), além da parceria com entidades empresariais e governamentais, entre elas: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (CREA-SC), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio), Sindicato das Empresas de Asseio, Conservação e Serviços Terceirizados do Estado de Santa Catarina (SEAC-SC), Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Santa Catarina (Sindesp-SC), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (SDS) e Jönköping University.

Pular para o conteúdo