Diretoria da Acib conhece detalhes do projeto Junior Achievement

Diretoria da Acib conhece detalhes do projeto Junior Achievement
29/06/2021

Diretoria da Acib conhece detalhes do projeto Junior Achievement

Preocupada em fomentar iniciativas para melhorar os índices de educação, a diretoria da Acib recebeu, na reunião desta segunda-feira (28), o diretor superintendente da Junior Achievement do Brasil, Evandro Carlos Badin. Ele relatou que Blumenau foi a primeira cidade do Estado a aderir ao projeto, em 1999. “Trata-se de uma organização social de caráter educativo e sem finalidade de lucros, criada em 1919. Atualmente beneficia 12,4 milhões de jovens em 118 países”, apontou.

Segundo Badin, a missão da Junior Achievement é inspirar jovens a empreender. A grande questão é “Como olhar para nossos jovens e entregar para ele ferramentas relevantes?”, observou, ao falar sobre as formas de chegar até os jovens atualmente e despertar o interesse deles. A pandemia acelerou alguns processos, facilitando a disseminação do conhecimento. Agora, os treinamentos são feitos de forma online.As metodologias utilizadas são construídas em conjunto entre as empresas e a Junior Achievement. As escolas recebem de forma gratuita o projeto, precisando disponibilizar apenas o tempo para os alunos participarem. “O caminho é ensinar as novas gerações. Se forem estimulados desde cedo, eles vão liderar essa mudança através da educação”, comentou.

Como funciona a Junior Achievement

O programa funciona da seguinte maneira: empresas investem na parceria com a Junior Achievement, que prepara voluntários para atuar nas instituições de ensino transformado crianças e jovens em empreendedores da própria vida, que podem, inclusive, tornar-se empresários.

Melhoria do IDEB

Um dos objetivos da atual diretoria da Acib é apoiar o município em ações que contribuam para a melhoria do IDEB (Índice de Desenvolvimento de Educação Básica). Neste sentido, Badin ressaltou: “Se tivermos um projeto de longo prazo e escolhermos uma metodologia que foque nisso, é possível trabalharmos com essa intenção”.

Movimento Santa Catarina pela Educação

Badin também fez um convite às empresas da região para cadastrarem suas vagas no portal https://msce.santacatarinapelaeducacao.com.br. A instituição conecta essas vagas aos currículos cadastrados. Atualmente, são mais e 2500 currículos no sistema.

Pular para o conteúdo