Juiz Adamastor Turnes explica cancelamento de audiências para desapropriação de imóveis da BR 470

Juiz Adamastor Turnes explica cancelamento de audiências para desapropriação de  imóveis da BR 470
03/10/2017

Juiz Adamastor Turnes explica cancelamento de audiências para desapropriação de imóveis da BR 470

O cancelamento do mutirão de audiências de conciliação que seria promovido pela Justiça Federal entre os proprietários de imóveis às margens da BR 470 e o DNIT foi explicado pelo juiz federal Adamastor Nicolau Turnes na reunião conjunta da Acib desta segunda-feira (2). Segundo ele, o DNIT não fez o depósito necessário para as desapropriações antes da data prevista para as audiências, que seriam feitas no final de setembro.

“Há 1400 processos judiciais para desapropriar todos os trechos da BR 470 e resolver esse entrave, de Navegantes a Indaial. Os quatro juízes de Varas Cíveis de Blumenau concordaram em tentar resolver por conciliação. Se formos para o litígio vai inviabilizar a obra. A proposta que o DNIT nos fez é que teria recursos para conciliar 200 processos judiciais, dos quais 120 na região de Blumenau. Em Jaraguá do Sul, por exemplo, já foram realizados três mutirões como esse”, explicou o juiz. “Exigimos que o DNIT depositasse o valor até 22 de setembro. Uma semana antes fomos comunicados de que não fariam o depósito”, acrescentou.

Pular para o conteúdo