NRF 2024: Lições e insights do maior evento de varejo do mundo foram apresentados na Acib

NRF 2024: Lições e insights do maior evento de varejo do mundo foram apresentados na Acib
06/03/2024

NRF 2024: Lições e insights do maior evento de varejo do mundo foram apresentados na Acib

O evento proporcionou valiosas perspectivas sobre tecnologia, inovação e varejo durante o NRF Retail’s Big Show 2024. 

O que está moldando o futuro do varejo? A NRF 2024 Big Show, o maior evento de varejo do mundo, trouxe diversas lições e tendências que respondem a essa pergunta. Para abordar mais sobre esse tema e oferecer perspectivas globais aos empresários de Blumenau, ocorreu na última quarta-feira (06), na Acib,  o Pós NRF 2024.

Thiago Raitez, sócio-diretor do Grupo Father, começou o evento destacando a importância das empresas adotarem uma mentalidade global. “O mundo está cada vez mais interconectado, e buscar inovações e tendências no exterior é um mindset  que os empresários precisam ter para internacionalizar seus negócios. Ter uma mentalidade global implica desenvolver uma visão ampliada, adaptabilidade cultural, abertura à diversidade, pensamento estratégico, inovação e colaboração internacional, resiliência às mudanças, consciência de tendências globais e compreensão do cliente”, revelou.

Raitez ainda compartilhou que cerca de 65% dos painéis do evento abordaram a Inteligência Artificial (IA) como tendência. “Isso indica que negócios de pequeno, médio ou grande porte podem e devem começar a aplicar a IA, pois ela veio para ficar e facilitar diversos processos empresariais”.

Bruno Tiergarten, CEO da Megasul Sistemas, deu sequência abordando as tendências em tecnologia e inovação no varejo. “Na NRF, mais de mil expositores focaram em tecnologia, divididos em três áreas: Innovation Lab, StartupZone e Big Companies. Na edição de 2024, a palavra da vez foi Inteligência Artificial (IA) e suas várias aplicações. Trazendo alguns dados, quando aplicada no varejo, por exemplo, 85% dos varejistas desejam utilizá-la para o planejamento de cadeias de suprimentos, 85% no planejamento de demandas, 79% em customer intelligence, 75% em marketing e anúncios, e 73% em preços e promoções. A principal dica para as empresas é se aliar à IA, pois ela tem muito a oferecer.”

Tiergarten também abordou exemplos de tendências encontradas na feira, como robôs aplicados em diversas áreas, moda circular com auxílio de tecnologia, self-checkout, caixas com IA, entre outros.

Daniela Feldens, consultora e estrategista de marketing, iniciou sua fala abordando o comportamento atual dos consumidores e as tendências de varejo. “A convergência entre as plataformas sociais e de venda está em alta. Um exemplo disso é que as redes sociais estão se tornando plataformas de vendas. De acordo com dados obtidos em uma palestra do Mercado Livre, 7 em cada 10 pessoas procuram primeiro os produtos no marketplace, depois vão às lojas.”

Outros pontos destacados por Daniela incluem os criadores de conteúdo, que aos poucos estão se tornando o novo “marketplace”. “O TikTok, por exemplo, está ganhando força, principalmente quando o conteúdo é produzido pelos próprios usuários. É um aplicativo que atualmente está sendo mais utilizado pela geração Z, mas é importante que outras gerações se adaptem a essa tendência, afinal, ele possui conteúdos para todos os públicos e muitas tendências estão surgindo e sendo lançadas na plataforma”.

Por fim, Daniela ressaltou a importância de todos lembrarem que, ao falar de varejo, estamos falando de seres humanos e que hoje não se trata apenas de varejo, mas sim da conexão das marcas com os consumidores, gerando valores reais. “É essencial lembrar que existem muitas tendências, mas isso não significa que é preciso aplicar todas; é necessário estudar a aplicação daquelas que solucionam as principais dificuldades e dores de cada negócio”, concluiu.

Pular para o conteúdo