Secretária de Saúde apresenta panorama da área para entidades empresariais

Secretária de Saúde apresenta panorama da área para entidades empresariais
08/05/2018

Secretária de Saúde apresenta panorama da área para entidades empresariais

Atualmente, cerca de 27% do orçamento do Município de Blumenau é repassado à área da saúde, quase o dobro da obrigação constitucional, que é de 15%. O valor total aplicado em saúde pela Prefeitura em 2017 foi de R$177 milhões. Só para os hospitais, que seriam de responsabilidade do Estado, o Município repassou cerca de R$ 12 milhões no ano passado. As informações foram repassadas às entidades empresariais que compõem o G6 nesta segunda-feira (7), pela secretária de Saúde Maria Regina Soar.

Um número que preocupou os presidentes das entidades, divulgado pela secretária, é que das pessoas que marcam consultas, 23% não comparecem.

Com relação ao custeio dos hospitais, disse que a Prefeitura vem fazendo um trabalho junto ao Ministério da Saúde e ao Governo do Estado para que invistam mais nos hospitais para tirar esse ônus do Município e que a tabela do SUS está sem reajuste há quase 20 anos, o que dificulta a situação. “O Governo do Estado já reconheceu que os hospitais Santa Isabel e Santo Antônio precisam de um incremento financeiro. A dívida já está reconhecida, porém infelizmente o Estado ainda não possui recursos para pagar”, assinalou. Os convênios de custeio e manutenção acordados com o Município, conforme assegurou Maria Regina, estão em dia.

Ela citou algumas melhorias implantadas pelo atual governo, como ampliação do acesso à atenção básica; implantação de horário estendido nos ambulatórios gerais (Garcia, Velha, Guilherme Jensen e Fortaleza); e adesão das 63 equipes de Saúde da Família ao Programa de Melhoria de Aceso e da Qualidade da Atenção Básica, do Ministério da Saúde. Segundo a secretária, 70% do custeio de uma unidade básica hoje é feito por parte da Prefeitura. De 2013 a 2017, ainda de acordo com Maria Regina, quase R$ 9 milhões foram investidos em reformas e adequações das unidades de saúde.

Maria Regina mostrou as avaliações do Ministério da Saúde com relação às unidades de saúde e como vêm melhorando ao longo dos últimos anos. Na avaliação de 2013/2014, das 63 equipes, 20 estavam “muito acima da média” e 18 “acima da média”, de acordo com a avaliação. Além disso, citou ações de prevenção, como o programa Saúde na Escola, que atende cerca de 16 mil alunos, e a participação no Programa Mais Médicos, contando hoje com dez profissionais, sendo um brasileiro e os demais intercambistas.

Pular para o conteúdo