Reforma trabalhista traz nova esperança aos empresários

Reforma trabalhista traz nova esperança aos empresários
12/07/2017

Reforma trabalhista traz nova esperança aos empresários

Por Avelino Lombardi

Presidente da Acib

O Brasil precisa retomar o caminho do crescimento. Um passo importante neste sentido foi dado nesta terça-feira (11), com a aprovação da Reforma Trabalhista pelo Senado. Os mais de cem pontos alterados na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) trazem uma modernização necessária a esse instrumento, desburocratizando muitos processos e atualizando um código que já estava antiquado para os dias atuais e para a realidade em que vivemos. Tenho convicção de que quem ganha são os empresários e os trabalhadores.

Mesmo em um momento difícil na esfera política e econômica, estamos conseguindo caminhar em reformas que pensávamos tão difíceis de serem concretizadas. Além da trabalhista, defendemos ainda a continuidade das reformas política, previdenciária e tributária. Esperamos que este seja apenas o primeiro passo de uma trajetória voltada à reestruturação do nosso país.

Neste momento, o empresariado renova suas esperanças em ter um ambiente de negócios favorável ao crescimento e à geração de emprego e renda. Em um cenário onde a corrupção parece já institucionalizada, é fundamental voltarmos a valorizar aquele que empreende, cria empregos e diariamente se esmera para construir um país mais justo.

Temos cobrado veementemente ações dos nossos representantes políticos, mas, também é necessário reconhecer o trabalho daqueles que se empenharam para que a reforma trabalhista fosse aprovada. Estão demonstrando que entendem que a força de trabalho só existe se houver um menor engessamento de quem produz, tornando o mercado mais competitivo e capaz de gerar mais empregos.

A Associação Empresarial de Blumenau (Acib) manifesta sua satisfação ao vislumbrar um futuro melhor para os empresários e, consequentemente, para toda a população, com a aprovação dessa reforma. Consideramos essencial a união de todos para que as ações voltadas ao crescimento do país continuem, tanto por parte do Legislativo e do Executivo federais quanto do Estado e do Município. Estamos atentos e não vamos nos abster de cobrar e marcar nossa posição.

Pular para o conteúdo